Destroços.

18:36

Porque não resultou se era amor? Afinal, porque deu errado se era o mais certo?
Sinto dor. Uma dor insuportável, interminável, inexplicável... Ela insiste em fazer-se notar e traz-me ao pensamento o nosso falhanço, o nosso amor acabado e desgastado.
Mas será que vale a pena tentar-nos reanimar? Para quê? Para manter uma relação em que a felicidade já não toma lugar, que transforma todos os dias em batalhas constantes que nos deitam abaixo, que nos deixam dececionados e angustiados? Não.
Tenho dentro de mim um vazio que me perturba, que dói. Tento constantemente preencher esse vazio com qualquer coisa, mas tenho de entender que só vou sarar as minhas feridas com o tempo, e não à força.
Aprendo com a dor e cresço com os erros, mas parece que nunca estou à altura de dar a volta por cima. Cometo erros e contribuo para a desmoronação de tudo o que foi construído, mas vou evoluindo, sei disso. E com cada passo que dou para trás, dou dois para a frente, embora repita cada erro mais que uma vez para ter a certeza que está errado.
E é assim que me conseguirei curar, que me vou amar a mim próprio e por consequente a tudo o resto que há na vida. E quem sabe reconquistar-te até, com outra atitude e outra maneira de amar... Não será fácil, mas haverá alguém neste mundo que me possa dizer que é impossível?

You Might Also Like

20 comentários

  1. O texto pode estar grande, mas isso não interessa para nada, está lindo como todos os outros. Parabéns <3

    ResponderEliminar
  2. O texto está realmente bonito. Parabéns Afonso.

    ResponderEliminar
  3. bom texto, Afonso, stay strong friend!

    ResponderEliminar
  4. Está absolutamente perfeito ! :$
    Ainda bem que li isto ^^ parabéns , tens mesmo muito jeito! :)

    ResponderEliminar
  5. O texto está muito bom, escreves muito bem... Grande mente, muito profundo... está muito giro, mesmo..

    ResponderEliminar
  6. Gostei imenso, continua, tens talento para isto!

    ResponderEliminar