Migalhas d'amor: Ponto de Amargura

19:18

Cheguei e toquei à campainha. Esperei. Ninguém veio abrir e porta, por isso toquei de novo. Nada.

Na casa ao lado estava aquela senhora de idade, que ia regar as plantas todos os dias àquela hora. Ela estava a olhar para mim, até que disse:
-Não soube de nada? Já não mora aí ninguém.
O tempo parou e o chão fugiu. Como era possível teres-te ido embora sem me dizeres nada? Eu podia esperar isso de qualquer pessoa, mas nunca de ti! Nunca daquela pessoa que me fez feliz e que foi também feliz comigo. A pessoa que eu amo nunca faria isso, nunca me deixaria assim, sem me avisar, sem me dar uma justificação.
Onde estarias? Com quem? Como?.. E eu?! E eu, que te amei, que te dei todo o amor que havia no mundo, e até o que não havia, mas que eu achei só para ti? E eu, que dediquei toda a minha vida a ti, a partir do momento em que nos conhecemos? Pensaste em mim?
Comecei a tremer. Nem sabia o que estava a sentir. Sentia um vazio dentro de mim. Como é possível eu viver um futuro, se o único futuro possível para mim, era ao teu lado? Apetecia-me gritar, apetecia-me chorar e correr. Mas correr para onde? Eu não tenho nenhum sítio para onde ir. Os planos que eu fiz para a minha vida foram desfeitos. Eu tinha planeado tudo, mas tu fazias parte desse ‘tudo’. Porque tu és tudo, tu és a minha vida, o meu mundo. Como me conseguiste fazer isto? Não compreendo. Não consigo perceber-te! Tinhas tudo, eu nunca deixei que te faltasse nada. Porque para eu estar bem, tu também tinhas de estar!
Comecei a lembrar-me das coisas que me dizias e tinha a tua voz na minha cabeça. Não se calava!
Onde vão parar as promessas, os segredos, as recordações e os momentos que passámos juntos? Onde vai parar o nosso amor?! Mais uma vez, fui desiludido. Mas esta foi a pior desilusão de sempre e veio de quem eu menos esperava. Tu eras a pessoa que mais me conhecia, sabias-me de cor. Sabias o quanto eu já tinha sofrido e prometeste nunca me magoar! Prometeste fazer de mim o rapaz mais feliz do mundo, e ficar comigo. E quando me prometeste isso, fez sentido. Porque eu sentia o amor que depositavas em cada palavra que me dizias. Eu era amado! Eu era incrivelmente amado por ti. Nenhum de nós amava mais o outro. O nosso amor era mútuo, mútuo e infinito. Pensava eu…
E eu que ia ter contigo para te pedir que ficasses comigo até à eternidade.. E eu que pensava que me ias receber com um abraço gigante, que ias gritar e chorar por me ver novamente após tanto tempo sem mim.. Mas não, enganei-me.
Mas porque te amo acima do que tudo, só espero que sejas feliz, onde quer que estejas. Espero que te amem. Mas uma coisa eu te garanto: como eu nunca te vão amar.
Vou tentar viver sem ti, ou pelo menos sobreviver. Vou-me embora. Não sei para onde, mas vou. Mas antes, vou à nossa praia deitar ao mar o anel que tinha para te dar.
E esta senhora que estava ali a olhar para mim, sem saber o que fazer? Ela nunca deixou a sua paixão. Ela trata das suas plantas desde que me lembro, porque são elas que lhe dão mais alegria à vida. Faz com que elas cresçam, assim como o nosso amor crescia de dia para dia. Via-se que ela era feliz. Sorri para a senhora e disse-lhe:
-As suas plantas estão lindas, e cresceram imenso desde a última vez que as vi. Nunca deixe de tratar delas.

Sorri-lhe e fui-me embora, para lado nenhum.

You Might Also Like

48 comentários

  1. Respostas
    1. omfg, fico super contente por saber isso! beijinho :)

      Eliminar
  2. Está lindo Afonso :) Quase que começava a chorar!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. és tipo super romântico ok . Fiquei sem saber o que dizer mas vou comentar na mesma. Tens jeito p isto

    ResponderEliminar
  4. Está mesmo lindo :)
    escreves muito bem!

    ResponderEliminar
  5. Está tipo perfeito :D quando comecei a ler pensei: óh não, mais um texto lamechas sobre um rapaz que sofreu e tal blá,blá,blá. Mas não! Eu também costumo escrever e para mim
    um das partes mais importantes é a última frase, e digo-te está muito, mas mesmo muito bom! :)

    ResponderEliminar
  6. está muito bonito só é pena o tipo de letra e a cor... fica muito difícil de ler :) Mas adorei!

    ResponderEliminar
  7. como se chama a música que está como fundo? já agora, adorei o texto, tens imenso jeito (:

    ResponderEliminar
  8. Está excelente. Continuação de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
  9. Os teus textos são magníficos! Descobri o teu blog e li todos os teus textos e só tenho que te dar os meus parabéns! Evoluis de texto para texto e sabes que mais? Tu és forte, muito forte. Nunca duvides disso!
    Nunca deixes de escrever por favor, és dos únicos que me consegue emocionar com palavras!
    Inês

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Omg, muito obrigado mesmoooo! Eu não vou deixar de escrever pois são comentários como o teu que me motivam ainda mais!
      Um grande obrigado, beijinho!

      Eliminar
  10. É uma história que estás a escrever? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, este é o quinto e penso que seja também o último texto, da história "Migalhas d'amor". :)

      Eliminar
  11. Descobri o teu blog agora e li este magnifico texto.
    Está lindo! Parabéns pela tua capacidade de escrita.
    Espero que as coisas passem a correr melhor :)
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  12. omg :) achei incrível o texto que escreveste, pois retrata um pouco do que que passamos quando perdemos alguém de quem gostamos bastante e que nos é, igualmente, próximo. ainda mais por seres tu, rapaz, a escrever este maravilhoso texto.
    beijinhos! **
    AL :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado! Era mesmo isso que pretendia retratar! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Que linda as palavras, só lendo esse texto que percebo os sentimentos que já causei pra quem gostava de mim, eu simplesmente me mudei, mudei meu numero, nao teve contato cmg, magoei a pessoa que eu mais gostava e nao dei valor s/2 confesso que me tocou muito esse texto ):
    beijos ;*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico muito contente pelo facto de este texto te ter perceber quem está do outro lado!
      Imagino que deve ter custado muito à outra pessoa ter perdido o contacto dessa forma... Mas ainda bem que agora caiste em ti e conseguiste perceber! :) Não te lamentes mais por isso, a vida é mesmo assim.. Todos nós cometemos erros.
      Obrigado! Beijos

      Eliminar
  14. Omg, simplesmente amei. Continua a escrever :')

    ResponderEliminar
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  16. Encontrei o teu blog através de um amigo meu, espreitei o blog dele e vim aqui parar.
    Quanto ao texto? Simplesmente excelente, deixaste-me sem palavras! Tens bastante jeito para escrever!
    Continua com o bom trabalho,
    Miguel V.
    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado mesmo! Vou continuar sim, abraço! :)

      Eliminar
  17. Tenho a dizer que o texto está excelente! Muito bom mesmo, continua Afonso!

    ResponderEliminar
  18. Hey! Conheci o teu blog hoje e fiquei bastante contente com esta descoberta. Penso que escreves muito bem, transmites muita emoção nos teus textos e com a descrição que fazes os leitores imaginam-se naquele momento, pelo menos eu imagino..
    Passo o tempo a imaginar "momentos conto de fadas" e com o teu blog senti-me inspirada e de certa forma compreendida. Parabéns por este trabalho,
    InêsMateus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico mesmo muito contente por saber isso! E é ótimo saber que te sentes compreendida, é mesmo!
      Muito obrigado! Beijinho

      Eliminar
  19. oh mom dieu . porquê que não encontrei esse blog esse antes. Parabéns tens um talento natural e olha que muitos pensam que tem , mas pouco tem esse talento de verdade. Além de eu ficar feliz por ler isto , fico estupefacta ao associar facilmente esse texto a um pequeno video/ exerto de um filme,.Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É ótimo que aches isso, muito obrigado mesmo!
      A sério? Curioso! Que filme é? Gostava de ver :)
      Beijinhos e obrigado, mais uma vez.

      Eliminar
  20. a ultima vez que te vi foi tipo a uns 4 ou 3 anos a tras do genero tipo puto gozao xD e agora neste `curto´ espaço de tempo viras a digamos um escitor em fase de formaçao,devo dizer que ganhei neste momento bastante respeito por ti por conseguires expor os teus pensamentos de um forma tao linda BJs Darya :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já lá vão uns aninhos! É verdade, tive uma fase assim mais parva, mas faz parte.
      Muito obrigado, eheh, faço o que gosto.
      Beijinhos! :)

      Eliminar
  21. atribui-te um selo (:
    (http://pequena-cf.blogspot.pt/2013/08/1.html)

    ResponderEliminar